UOL Notícias Notícias
 

12/06/2006 - 21h58

Americano ganha direito de contestar morte por injeção letal

da BBC, em Londres
A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu que um prisioneiro da Florida, condenado à pena de morte, tem o direito de entrar com recurso contra o método da sua execução.
Os advogados de Clarence Hill alegam que estudos médicos indicam que a morte por injeção letal é cruel, causando dor, e uma punição incomum, o que é proibido pela Constituição americana.

A decisão judicial abre caminho para uma batalha sobre o futuro das injeções químicas.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,11
    3,339
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,30
    61.087,14
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host