UOL Notícias Notícias
 

29/06/2006 - 14h35

Decisão favorece Estado de direito, diz Anistia

da BBC, em Londres
A decisão da Suprema Corte americana de invalidar o julgamento de um prisioneiro na base de Guantánamo é uma “vitória para o Estado de direito e os direitos humanos&?8221;, expressou nesta quinta-feira a Anistia Internacional.
Pelo placar de 5 a 3, a máxima autoridade judicial dos Estados Unidos decidiu que o governo Bush não tem autoridade para julgar suspeitos de terrorismo mantidos no campo de detenção.

&?8220;O presidente Bush deveria adotar a decisão como ponto de partida para harmonizar suas políticas de detenções na &?8216;guerra contra o terrorismo&?8217; com a legislação americana e internacional&?8221;, declarou a organização.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,44
    3,190
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    0,14
    76.390,52
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host