UOL Notícias Notícias
 

30/06/2006 - 18h15

Itália despacha Ucrânia e pega Alemanha na semi

da BBC, em Londres
A seleção italiana assegurou uma vaga nas semi-finais da Copa do Mundo ao derrotar a Ucrânia por 3 a 0 em partida realizada na noite desta sexta-feira, em Hamburgo, pelas oitavas-de-final.

O resultado põe frente à frente na semi-final dois tri-campeões mundiais, Itália e Alemanha que venceu a Argentina nos pênaltis.

A partida será disputada na terça-feira em Dortmund.

O primeiro gol da Itália, marcado por Zambrotta logo aos 6 minutos de jogo, deu tranqüilidade ao time italiano e colocou a Ucrânia sob enorme pressão.

Bloqueio

Sem alterar o esquema tático, o time dirigido pelo técnico Marcelo Lippi, plantou os zagueiros Cannavaro e Barzagli, protegidos pelos volantes Gattuso, Pirlo e Camoranesi.

Sem encontrar espaços para as manobras ofensivas, o time da Ucrânia não conseguiu furar a defesa italiana e não chegou a incomodar o goleiro Buffon.

A seleção ucraniana voltou no segundo tempo com bastante determinação e os atacantes Shevchenko e Kalinichenko deram trabalho aos defensores itallianos e exigiram boas defesas do goleiro Buffon.

Artilheiro

Mas foi a Itália que voltou a marcar. Aos 14 minutos, o artilheiro Luca Toni, em posição de impedimento, completou de cabeça para o gol um centro de Francesco Totti da esquerda. Esse foi o primeiro gol de Toni na Copa do Mundo.

O gol de Toni colocou a Ucrânia na difícil busca pelo empate e a descida do time para o ataque abriu mais espaços na defesa que foram aproveitados pelos atacantes italianos.

Dez minutos depois, Luca Toni voltou a marcar, tocando para o gol a bola cruzada por Zambrotta da esquerda.

O terceiro gol italiano definiu o placar acabando com as chances de classificação da Ucrânia.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h49

    0,01
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h52

    -0,80
    76.273,78
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host