UOL Notícias Notícias
 

23/07/2006 - 02h03

'Abuso era comum em Abu Ghraib', diz Human Rights Watch

da BBC, em Londres
A tortura de prisioneiros sob custódia dos Estados Unidos no Iraque era autorizada e considerada rotina, mesmo depois do escândalo da prisão de Abu Ghraib, segundo um grupo de defesa dos direitos humanos dos Estados Unidos.
A organização Human Rights Watch afirma que depoimentos de soldados mostram que os detidos enfrentavam espancamentos rotineiros, eram impedidos de dormir além de sofrerem outros abusos na maior parte do período entre 2003 e 2005.

Soldados que tentaram denunciar os abusos eram ignorados ou tinham suas reclamações ignoradas.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host