UOL Notícias Notícias
 

27/07/2006 - 14h43

Israel mantém ataques, mas descarta ocupação

da BBC, em Londres
O Gabinete de Segurança de Israel decidiu, durante uma reunião nesta quinta-feira, manter incursões pontuais no Líbano até que os dois soldados capturados pelo grupo xiita Hezbollah sejam libertados e a ameaça de foguetes contra Israel esteja controlada.
As autoridades israelenses também aprovaram a convocação de mais reservistas, mas preferiram não ampliar a ofensiva terrestre, que foi responsável pela maior parte das baixas em combate: 33 soldados morreram desde o início das operações, no dia 12 de julho.

Também nesta quinta-feira, o ministro da Justiça de Israel, Haim Ramon, disse que o fato de a comunidade internacional ter falhado em exigir um cessar-fogo imediato no Líbano na quarta havia dado ao país sinal verde para seguir com a ofensiva.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,01
    3,285
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,56
    62.017,97
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host