UOL Notícias Notícias
 

21/08/2006 - 10h35

Saddam se nega a dizer se é culpado ou inocente

da BBC, em Londres
O ex-presidente do Iraque Saddam Hussein recusou-se a se declarar culpado ou inocente no primeiro dia do julgamento em que é acusado de participar de uma ofensiva contra curdos em 1987 e 1988. A recusa fez o juiz Abdullah al-Amiri decidir que uma declaração de "inocente" seria apresentada em seu nome.
O tribunal ouviu nesta segunda-feira a acusação de que 182 mil pessoas foram mortas durante a operação Anfal, na qual armas químicas teriam sido usadas contra 3 mil vilas no norte do Iraque, logo após o fim da guerra Irã-Iraque.

Sete réus - inclusive o primo de Saddam Ali Hassan al-Majid, apelidado de "Ali Químico" - enfrentam acusações de crimes de guerra, crimes contra a humanidade e genocídio no tribunal, na fortificada zona verde de Bagdá, e podem ser condenados à morte.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,01
    3,285
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,56
    62.017,97
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host