UOL Notícias Notícias
 

27/08/2006 - 15h43

Líder do Hezbollah se diz arrependido por guerra

da BBC, em Londres
O líder do grupo militante xiita Hezbollah, Hassan Nasrallah, disse que não teria ordenado a captura de dois soldados israelenses no dia 12 de julho, se imaginasse que a ação levaria à guerra no Líbano.
“Não achamos que havia sequer 1% de chance de que a captura levaria a uma guerra desta escala e magnitude&?8221;, disse Nasrallah, em entrevista a uma TV libanesa.

&?8220;Agora você me pergunta: se hoje fosse 11 de julho (véspera da ação) e houvesse 1% de chance de que o sequestro levaria a uma guerra como a que ocorreu, você iria em frente com o sequestro? Não, definitivamente não, por razões humanas, morais, sociais, de segurança, militares e políticas&?8221;, ele afirmou.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h09

    0,76
    3,132
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h13

    -0,15
    63.759,17
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host