UOL Notícias Notícias
 

27/09/2006 - 14h23

Haia condena líder servo-bósnio a 27 anos de prisão

da BBC, em Londres
O líder servo-bósnio acusado de ser um dos arquitetos da limpeza étnica na guerra da Bósnia (1992-1995) foi condenado nesta quarta-feira a 27 anos de prisão pelo Tribunal Internacional de Haia, na Holanda.
Momcilo Krajisnik foi condenado em sete acusações, incluindo criação de campos de detenção, incitação à limpeza étnica e responsabilidade parcial na morte de milhares de pessoas.

Contudo, ele foi absolvido da acusação mais grave, que era a de genocídio. A corte decidiu inocentá-lo por considerar que não havia provas suficientes para provar as suas intenções de eliminar comunidades não-sérvias.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,12
    3,165
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h22

    0,51
    76.591,09
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host