UOL Notícias Notícias
 

18/10/2006 - 09h48

Polícia vasculha escritórios da E-Vote no Equador

da BBC, em Londres
A polícia equatoriana realizou uma busca nos escritórios da empresa brasileira E-Vote para investigar a denúncia de um suposto crime de informática na apuração das eleições do país, ocorridas no último domingo, segundo a agência de notícias EFE.
O promotor Washington Pesãntez, que participou da busca com a polícia, pediu à Justiça que proibisse a saída do país de Santiago Murray, representante da empresa brasileira, e de seus colaboradores mais próximos. Pesãntez também pediu o embargo de todos os bens da E-Vote no Equador.

A denúncia contra a empresa brasileira foi feita pelo advogado independente Stalin Raza, que pediu que o Ministério Público equatoriano investigasse as razões que levaram à paralisação da contagem de votos na madrugada de segunda-feira.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h57

    0,09
    3,336
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,84
    61.272,22
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host