UOL Notícias Notícias
 

03/11/2006 - 14h10

Google tenta legalizar vídeos do YouTube, diz jornal

da BBC, em Londres
O presidente da Associação Nacional de Evangélicos dos Estados Unidos, que congrega 30 milhões de membros, renunciou depois de ser acusado de pagar para ter relações sexuais com outro homem nos últimos três anos.
O reverendo Ted Haggard, conhecido por ser um ferrenho opositor do casamento gay, anunciou que estava se afastando também do comando de sua igreja, a New Life, que reúne 14 mil fiéis, até que o caso seja resolvido. Disse ainda que nunca teve um relacionamento homossexual e que era fiel a sua esposa.

Pai de cinco filhos, Haggard assumiu a presidência da associação em 2003 e é um dos cristãos evangélicos mais influentes dos Estados Unidos.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h57

    0,09
    3,336
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,84
    61.272,22
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host