UOL Notícias Notícias
 

09/12/2006 - 20h24

Presidente libanês rejeita corte sobre morte de ex-premiê

da BBC, em Londres
O presidente do Líbano, Emile Lahoud, rejeitou uma proposta formal do seu gabinete de criar um tribunal para julgar suspeitos de ter matado o premiê libanês Rafik Hariri.
Lahoud é uma das autoridades do governo libanês simpáticas à Síria, país suspeito de estar envolvido com a explosão do carro-bomba que matou Hariri, em fevereiro de 2005.

O presidente libanês disse que o gabinete havia perdido a legitimidade desde que ministros xiitas e pró-Síria renunciaram aos seus cargos, em novembro.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,75
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    -0,13
    76.891,84
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host