UOL Notícias Notícias
 

31/12/2006 - 17h47

Saddam não foi morto 'por vingança', diz governo iraquiano

da BBC, em Londres
O governo iraquiano afirmou neste domingo que a execução do ex-presidente Saddam Hussein foi um ato de justiça, e não de vingança.
"Todo esse processo de execução diz respeito à justiça", disse Hiwa Osman, um conselheiro da Presidência do Iraque, em entrevista à BBC.

As declarações do governo iraquiano foram feitas depois que novas imagens não-oficiais da execução de Saddam foram exibidas por emissoras de televisão árabes e se espalharam pela internet neste domingo.



Continua...

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h49

    0,01
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h53

    -0,87
    76.223,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host