UOL Notícias Notícias
 

24/04/2007 - 18h10

Católicos são 17,3% da população mundial, calcula Vaticano

Assimina Vlahou
De Roma
O Vaticano deve publicar até o fim deste mês estatísticas que indicam que o número de católicos vem diminuindo no mundo nas últimas décadas.

O estudo, que se baseia no número de batizados em 2005 e também analisa o período de 2000 a 2005, revela que os católicos representam 17,3% da população do planeta, ou cerca de 1,12 bilhão.

O responsável pelo centro estatístico do Vaticano, Enrico Nenna, disse que "as variações maiores são percebidas no longo prazo, e elas evidenciam uma diminuição do número de batizados". Em 1980, por exemplo, os batizados eram 18% da população do mundo.

Em um estudo paralelo, o centro estatístico constatou que a quantidade de muçulmanos aumentou e há praticamente um empate no número de seguidores do catolicismo e do islamismo no planeta.

África
Os dados indicam que a população mundial cresceu proporcionalmente mais do que a de católicos. Enquanto o crescimento populacional do mundo foi de 6,9% entre 2000 e 2005, os batizados aumentaram em 6,7%.

"O percentual de católicos no mundo não registrou variações nos últimos cinco anos porque ficou muito próximo ao do aumento da população", avalia Nenna.

A área geográfica onde se registrou o maior aumento no número de batizados nos últimos cinco anos foi a África, com um incremento de 18%, enquanto o crescimento da população no continente ficou em 14%.

Com 155.628 mil batizados, o Brasil continua sendo considerado o país com o maior número de católicos no mundo.

Poder
A professora de Sociologia das Religiões, Maria Immacolata Maciotti, da Universidade La Sapienza, de Roma, afirma que a Igreja Católica perde fiéis, mas não seu poder.

"O peso de uma religião não é medido apenas pelo número de seguidores. Conta muito a tradição e os apoios políticos", disse.

"A Igreja Católica é uma verdadeira instituição, duradoura, radicada em nível mundial, com organização própria."

"Houve queda da freqüência na Igreja Católica, mas há necessidade de acreditar em alguma coisa, e isso é muito forte no mundo de hoje", conclui Maria Immacolata Maciotti.

Católicos e muçulmanos
No estudo comparativo entre as religiões no mundo, o centro estatístico do Vaticano constatou que, enquanto os católicos representam 17,3% da população mundial, os muçulmanos correspondem a 17,2%, com cerca de 1,1 bilhão de adeptos.

As estimativas são relativas a 2005, não têm caráter oficial e se baseiam em dados da Enciclopédia Cristã Mundial, instituto americano especializado em estatísticas das religiões.

A comparação entre esses dados e as estimativas do início dos anos 1980 indicam que os muçulmanos ganharam mais espaço do que os católicos.

Em 1983, eles representavam 13,8% da população mundial.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,75
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    -0,13
    76.891,84
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host