UOL Notícias Notícias
 

03/05/2007 - 16h11

Falta 'convicção' a muitos católicos no Brasil, diz dom Cláudio

Valquíria Rey
De Roma
Um dos principais "ministros" do Vaticano, o cardeal d. Cláudio Hummes disse em entrevista à BBC Brasil que falta "convicção" a muitos católicos brasileiros e que a Igreja deve buscar uma solução para evangelizar aqueles que foram batizados e acabaram se afastando da religião.

"Talvez nós não tenhamos evangelizado suficientemente muitíssimos destes fiéis. E, por isso, eles não estão preparados para viver a sua fé coerentemente no mundo de hoje", disse o prefeito da Congregação para o Clero.

"Eles não estão suficientemente enraizados. Não há uma convicção pessoal suficiente de grande parte dos católicos."
"Nós tivemos no Brasil uma evasão de católicos acentuada nos últimos anos: ao redor de 1% ao ano", afirmou. "É importante que a Igreja Católica pergunte a si mesma - e o papa quer ajudar nesta reflexão - o que se deve de fato fazer."

Pobreza

Desde o último sínodo dos bispos, em outubro de 2005, d. Cláudio tem manifestado preocupação com a constante perda de fiéis católicos na América Latina. De acordo com cardeal, o papa Bento 16 estará atento a este problema durante sua visita ao Brasil, entre os dias 9 e 13 de maio.

O brasileiro fez um apelo para que os católicos - as paróquias, os movimentos de leigos, os padres e outras pessoas que se dedicam à religião - se organizem para um forte trabalho missionário.

"(Eles devem) ir de novo ao encontro do povo ou ir com maior intensidade, mais fortemente", recomendou d. Cláudio. "Visitar o povo, encontrar o povo onde ele está."

De acordo com o cardeal, este trabalho deverá ser feito, sobretudo, com os mais pobres, justamente os que mais mudam de religião e, talvez, os que mais se sentem abandonados pela Igreja Católica.

"Eles precisam ter a presença da sua Igreja, o calor da sua Igreja. Isso significa a missão", afirmou.

Na avaliação do cardeal, o desemprego aprofunda a pobreza e também o abismo entre os mais ricos e os mais pobres. Segundo d. Cláudio, a Igreja pode ser um apoio para os pobres, mas também pode ajudar a vencer a pobreza no país.

Frei Galvão

D. Cláudio aposta que a viagem de Bento 16 ao Brasil pode ajudar a trazer de volta à Igreja Católica fiéis perdidos para as religiões neopentecostais.

O prefeito da Congregação para o Clero disse que a decisão do papa de canonizar o primeiro santo 100% brasileiro em São Paulo é muito significativa para o país e já traz resultados.

"O povo está reagindo muito positivamente a esta notícia da canonização do Frei Galvão, com muito mais peregrinações, muito mais movimentos", disse.

"O povo, em geral, está muito feliz. Isto é certamente um apoio para a sua fé."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h29

    -0,81
    3,292
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h31

    0,37
    61.905,70
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host