UOL Notícias Notícias
 

09/05/2007 - 21h59

Tendência é de acordo com Bolívia, diz Marco Aurélio Garcia

Denize Bacoccina
De Brasília
O assessor para Assuntos Internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia, disse que o governo boliviano pediu prazo até esta quinta-feira para analisar a nova proposta do governo brasileiro para a venda das duas refinarias da Petrobras no país e que ele acredita num acordo.

"A tendência vai ser chegar a um acordo. Às vezes um impasse é bom porque ele força as partes a chegar a um acordo. As duas partes têm interesse em chegar a um acordo. Acho que a tendência é essa", afirmou Marco Aurélio à BBC Brasil.

Segundo a imprensa boliviana, o preço pedido pelo governo brasileiro teria caído de US$ 136 milhões, informados na semana passada, para US$ 112 milhões.

A reunião desta terça-feira entre o presidente da Petrobras Bolívia, José Fernando de Freitas, e o ministro dos Hidrocarbonetos, Carlos Villegas, em La Paz, terminou sem conclusão.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,44
    3,190
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    0,14
    76.390,52
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host