UOL Notícias Notícias
 

10/05/2007 - 08h36

Entenda como funciona a escolha do novo premiê britânico

A possível renúncia do primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, como líder do Partido Trabalhista dará início a uma corrida pela liderança da legenda.

O Comitê Executivo Nacional trabalhista anunciou que o processo de eleição do novo líder deve durar cerca de sete semanas, mesmo que haja apenas um candidato.

Quando será conhecido o nome do novo líder do Partido Trabalhista?

Segundo fontes do governo, o primeiro-ministro Tony Blair deve anunciar sua renúncia como líder do Partido Trabalhista nesta quinta-feira. A partir de sexta-feira, Gordon Brown e outros trabalhistas lançariam suas candidaturas (são necessárias 45 assinaturas de parlamentares trabalhistas para entrar com a candidatura). Na semana que vem, o Comitê Executivo Nacional da legenda finalizaria as regras para a eleição e daria início ao pleito. Calcula-se que 1 milhão de afiliados devem votar. O resultado seria anunciado em uma conferência especial em 23 ou 30 de junho. O novo líder assumiria, então, o cargo de primeiro-ministro.

Quem ocuparia o cargo de primeiro-ministro até que o novo líder trabalhista seja eleito?

O atual primeiro-ministro Tony Blair deve anunciar a data em que deixará o cargo. Caso ele deixe o cargo antes da escolha do novo líder trabalhista, o Comitê Executivo Nacional do partido poderá indicar um premiê interino que poderá ser ou não o vice-líder da legenda.

Quem são os possíveis candidatos à liderança do Partido Trabalhista?

O ministro da Economia, Gordon Brown, é o grande favorito. Foram mais de dez anos após o famoso encontro com Blair em um restaurante de Londres em que Brown teria concordado em deixar o caminho livre para o colega ocupar a liderança do partido. Também teria sido acertado que um dia Blair renunciaria a favor de Brown - o que parece ocorrer apenas no final do terceiro mandato.

Michael Meacher é, provavelmente, o mais experiente, tendo participado de dois governos na década de 70. Aproximou-se mais da esquerda após ter sido afastado do Ministério do Meio Ambiente, em 2003, por ter atacado as políticas do governo para mudanças climáticas, assuntos internacionais e armas nucleares.

John McDonnell é o rival de Meacher. Tem viajado pelo país desde julho do ano passado, pedindo votos principalmente aos sindicatos. Mas ainda precisa de 45 assinaturas para conseguir se candidatar.

O ministro do Interior, John Reid, era, até recentemente, visto pelos partidários de Blair como uma grande esperança para ocupar o cargo. Mas, após enfrentar problemas em sua pasta, Reid desistiu de sua candidatura e anunciou que deixará o cargo de ministro quando Blair renunciar.

David Miliband disse que não tinha intenção de se candidatar e que Brown seria um excelente primeiro-ministro. Mas suas declarações não afastaram especulações de que poderia entrar na corrida pela liderança do partido. É visto como um dos parlamentares trabalhistas mais brilhantes da atual geração e uma alternativa jovial a Brown.

Charles Clarke é partidário de Blair, embora tenha sido afastado do cargo de ministro do Interior no ano passado. Afastou a possibilidade de candidatura apenas nesta semana.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host