UOL Notícias Notícias
 

10/05/2007 - 08h34

Perfil: Gordon Brown, o possível novo premiê

Quando o ministro da Economia Gordon Brown e seu carismático chefe Tony Blair chegaram a Downing Street, em 1997, o contraste entre eles era evidente.

De um lado, Blair, pai de três filhos, jovial, sorridente, bem apresentado e explodindo de entusiasmo.

De outro, Brown, mais velho, solteiro, sério, descabelado, terno amarrotado e unhas roídas.

A imagem mais séria, útil para um ministro da Economia, não é necessariamente vista como a melhor característica para alguém que deseja ocupar a liderança de um partido.

Felizmente, para o homem considerado "o próximo primeiro-ministro", os dez anos em Downing Street foram marcados por uma transformação de uma imagem de um solteiro para um feliz pai de família. Nas fotos, mais sorrisos. O guarda-roupa também foi renovado.

Mas não há dúvidas que Brown, 56 anos, cultivou a sobriedade já dos primeiros anos de sua carreira política, na época em que o Partido Trabalhista tentava se livrar da sua reputação de incompetência econômica.

Devoção

Diz-se que durante a campanha eleitoral de 1997 Brown trabalhava, em média, 18 horas por dia e seis dias por semana - depois de uma hora de caminhada na esteira de manhã.

A devoção ao trabalho foi exposta depois que uma namorada comentou que o relacionamento com ele era "política, política, política".

O status de solteiro rendeu-lhe boatos de que seria homossexual - rumor que negou firmemente durante um programa de rádio da BBC.

Em 2000, Brown casou-se com Sarah Macaulay, com quem mantinha um relacionamento de seis anos.

O primeiro filho nasceu em dezembro de 2001, mas a menina, prematura, acabou falecendo dez dias após o nascimento.

A imagem do ministro com o coração partido, descrevendo a filha como uma "inspiração", emocionou a nação.

Em outubro de 2003, nascia John, para alegria da família Brown. Ao mostrar o bebê aos fotógrafos, o então sério ministro da Economia sorria de felicidade.

Em julho de 2006, a família aumentou com o nascimento de James Fraser. "Amo ser pai, é um divertimento. Não há nada mais importante", disse Brown na ocasião.

Quatro meses mais tarde, Fraser, como é conhecido, foi diagnosticado com fibrose cística. A família recebeu inúmeras mensagens de apoio.

Na agenda política, também houve mudanças. Brown abraçou temas populares como cidadania britânica, mudanças climáticas e campanhas de combate à pobreza mundial - o que incluiu encontros com Angelina Jolie e Bono.

Aos poucos, ele revela um senso de humor e fala de assuntos pessoais - recentemente, disse a uma revista qual a marca de suas cuecas e que gostava de acordar ao som de Arctic Monkeys.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,70
    3,117
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,37
    65.528,29
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host