UOL Notícias Notícias
 

22/05/2007 - 17h11

Tribunal recusa troca de sexo, e casal é preso no Paquistão

Um tribunal do Paquistão emitiu nesta terça-feira uma ordem de prisão a um casal depois de decidir que o marido é, na verdade, uma mulher e que o casamento do mesmo sexo contraria o Islã.

O caso atípico ocorreu na cidade de Lahore, no leste do país. Shumail Raj, 31, fez uma cirurgia de mudança de sexo para se tornar homem e, depois, casou-se com sua prima, Shazina Tariq, 24.

No entanto, exames realizados por médicos do tribunal determinaram que, apesar da cirurgia, Raj ainda é mulher.

Shazina disse que sabia da operação e aceitou unir-se a Shumail para evitar um casamento forçado com outro homem. Segundo o casal, ela seria obrigada a se casar com outra pessoa para quitar uma dívida de jogo do seu tio.

'Por amor'

Os dois foram presos na semana passada depois que familiares da noiva denunciaram o caso. A Alta Corte de Lahore disse que Shumail Raj mentiu ao tribunal ao se declarar homem.

"Nem o Islã, nem nossa lei permitem casamentos do mesmo sexo. Este erro não pode ser simplesmente ignorado", disse o juiz Khawaja Sharif.

"Por que uma queixa não deveria ser registrada contra você (Shumail Raj) por cometer uma ofensa não-natural e contar uma mentira?"

De acordo com a decisão, Raj irá para uma cadeia em Lahore e Shazina Tariq ficará em prisão domiciliar, na cidade de Faisalabad, aguardando julgamento.

Agora o pai de Shazina quer anular o casamento, alegando que a união de duas mulheres é ilegal dentro do Islã.

Caso sejam condenados por "ofensa não-natural", um termo usado no Paquistão para designar o homossexualismo, eles podem ser condenados à prisão perpétua.

À imprensa, Shazina Tariq alegou que casou por amor. "Não somos homossexuais. Nosso casamento foi por amor", disse a jovem à imprensa local.

"Foi o medo de um casamento forçado que me fez convencer Shumail a se casar comigo. Eu tinha total conhecimento da condição física de Shumail", disse ela ao jornal Dawn.

Shumail Raj já passou por duas cirurgias nos últimos 16 anos para se tornar homem e retirou o útero e os seios. Raj alega que precisa de tratamento médico no exterior.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h16

    -0,05
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host