UOL Notícias Notícias
 

29/05/2007 - 08h49

China condena alto funcionário à morte por corrupção

A China condenou o ex-diretor da Agência Estatal de Alimentos e Remédios do país à morte por corrupção, de acordo com a mídia oficial.

Zheng Xiaoyu foi considerado culpado de aceitar suborno e de negligência, disse a agência de notícias estatal Xinhua.

Zheng, de 62 anos, demitido em 2005 depois de sete anos no cargo, pode ter a sentença reduzida após recurso.

Ele foi expulso do Partido Comunista em meados deste ano.

A pena de morte é uma punição de rigor é raramente imposta contra uma figura de tal status, de acordo com o correspondente da BBC em Xangai, Quentin Sommerville.

No mês passado, Zheng foi acusado de aceitar o equivalente a mais de US$ 850 mil em suborno para aprovar centenas de medicamentos.

Uma empresa, o Grupo Kongliyuan, supostamente pagou a ele propina em troca da aprovação de 277 remédios - a maioria antibióticos.

O ex-secretário de Zheng, Cao Wenzhuang, também foi julgado por acusação de aceitar suborno.

Trinta e uma outras pessoas estariam envolvidas no escândalo, inclusive a esposa de Zheng, Liu Naixue e seu filho, Zheng Hairong.

Depois da demissão de Zheng, o governo chinês anunciou uma revisão das licenças de cerca de 170 mil medicamentos concedidas durante sua gestão no departamento.

Dezenas de pessoas morreram na China por causa de medicamentos falsos ou de má qualidade.

No ano passado, um antibiótico de má qualidade conhecido como Xinfu, que não foi esterilizado adequadamente, provocou a morte de onze pessoas.

Treze bebês morreram de subnutrição em 2005, depois de alimentados com leite em pó que continha baixo valor nutritivo.

O governo da China anunciou recentemente uma revisão urgente dos padrões da indústria alimentícia em meio a preocupação crescente no país e no exterior.

Recentemente, a morte de vários cães e gatos nos Estados Unidos foi atribuída a ingredientes em ração para animais que continha melamina, importada da China.

Inspetores americanos também suspenderam lotes de pasta de dente da China para investigar notícias de que o produto poderia estar contaminado com substâncias tóxicas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h57

    0,09
    3,336
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,84
    61.272,22
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host