UOL Notícias Notícias
 

04/06/2007 - 16h56

Aumenta o índice de crimes violentos nos EUA, diz FBI

Bruno Garcez
de Washington
O índice de crimes violentos nos Estados Unidos teve um aumento de 1,3% em 2006, segundo o relatório anual preliminar de crimes no país, divulgado pelo FBI nesta segunda-feira.

É o segundo ano consecutivo em que uma elevação desse índice é registrada. Entre os crimes violentos cometidos no país, assaltos tiveram um aumento de 6% e assassinatos, de 0,3%.

O aumento mais expressivo no índice de crimes violentos, de 3,2%, se deu em cidades de porte médio, com mais de 250 mil e menos de 500 mil habitantes e em cidades pequenas, com mais de 25 mil e menos de 50 mil moradores.

As cidades americanas que tiveram o maior aumento em seus índices de assassinatos, de 6,7%, foram metrópoles com um milhão ou mais de habitantes.

Índices

Foi registrado um aumento no índice de assaltos entre todos os grupos populacionais americanos, exceto em pequenas cidades, onde houve uma queda de 0,8%.

A taxa de crimes violentos teve seu maior declínio, na faixa de 11,9%, em regiões consideradas não-metropolitanas.

O índice de estupros decaiu entre todos os grupos populacionais americanos, à exceção de dois - cidades com entre 50 mil pessoas e 100 mil, onde houve uma elevação de 2,2%, e aquelas com entre 10 mil e 25 mil habitantes, que registrou uma elevação de 1%.

Ainda que tenha sido registrado pelo segundo ano consecutivo, o aumento de 1,3% registrado em 2006 foi inferior ao de 2005, que ficou na faixa de 2,9%.

O relatório preliminar do FBI obteve informações a partir de dados obtidos entre 2005 e 2006 junto a 11.723 agências de segurança americanas. O FBI deve divulgar um relatório consolidado em setembro deste ano.

Impacto eleitoral

A um ano da eleição presidencial americana, a divulgação da pesquisa do FBI poderá ter um impacto negativo para o presidente George W. Bush e para o Partido Republicano.

A eficácia no combate ao crime é uma das bandeiras eleitorais dos republicanos.

Os adversários parecem não ter perdido tempo. O senador Joseph Biden, um dos presidenciáveis democratas, enviou um e-mail a correligionários e membros da imprensa nesta segunda-feira, no qual afirma que o relatório deveria ''servir como um alarme para a administração Bush''.

''Durante anos nós conseguimos baixar as taxas de crimes, mas agora estamos dando marcha-ré.''

De acordo com o senador, ''não é coincidência'' que o aumento tenha ocorrido simultaneamente a cortes promovidos pelo governo em programas de segurança.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,94
    3,108
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,51
    63.853,77
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host