UOL Notícias Notícias
 

16/08/2007 - 15h03

Brasil vai enviar ajuda a vítimas do tremor no Peru

da BBC
O Brasil está enviando medicamentos, tendas e alimentos não-perecíveis ao Peru, para ajudar as vítimas do terremoto desta quarta-feira, que já deixou pelo menos 337 mortos.

Em uma conversa telefônica com o presidente peruano, Alan García, nesta quinta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva manifestou solidariedade e ofereceu a ajuda ao país vizinho.

O Itamaraty divulgou uma nota sobre o ocorrido no Peru, que diz que o presidente Lula recebeu com "profunda consternação" as notícias do sismo.

A nota também diz que "a embaixada do Brasil em Lima acompanha os desdobramentos do terremoto e mantém contato estreito com as autoridades e hospitais peruanos a fim de localizar e prestar assistência a cidadãos brasileiros eventualmente afetados pelo terremoto".

Até agora, não há notícias de brasileiros entre os mortos e feridos.
Dois aviões
Outros países, entre eles Chile, Equador, Bolívia, Espanha e França, além de organizações alemãs, já se comprometeram a ajudar o Peru.

A Cruz Vermelha Internacional anunciou que está enviando dois aviões para a região da cidade de Pisco, uma das mais afetadas.

Os aviões levam barracas, cobertores e potes para uso pelas vítimas.
O braço peruano da organização já enviou para a área afetada uma equipe que inclui um especialista em logística para analisar os danos e as necessidades urgentes.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,70
    3,117
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,37
    65.528,29
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host