UOL Notícias Notícias
 

18/10/2007 - 06h05

UE quer que Brasil pague a conta na Rodada Doha, diz Amorim

[selo]
O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, rebateu nesta quarta-feira em Pretória, na África do Sul, as críticas feitas pela União Européia e pelos Estados Unidos contra a suposta falta de flexibilidade do Brasil nas negociações da Rodada Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC).

"A Europa diz que a culpa é nossa porque querem fazer um 'acordo de cavalheiros' com os Estados Unidos e que nós paguemos a conta. Não vai ser assim, não será mais assim." "A OMC nunca mais será assim. Desde que o G-20 foi criado, a OMC nunca mais será assim. A última tentativa de fazer isso foi em Cancún", disse Amorim.

A reunião da OMC no balneário mexicano em 2003, apontada como o evento que deveria consolidar um acordo para um avanço concreto na Rodada Doha, entrou em colapso por causa das profundas divergências entre a União Européia, os Estados Unidos e os países do G-20.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host