UOL Notícias Notícias
 

27/03/2009 - 17h40

'Fritz' italiano é preso e acusado de violentar filha por 25 anos

A polícia italiana anunciou nesta sexta-feira que prendeu um homem de 64 anos de idade acusado de violentar a própria filha por 25 anos e ainda encorajar o filho a fazer o mesmo.

Segundo a promotoria, a garota, identificada apenas como Laura, tem hoje 34 anos e foi violentada desde os nove anos de idade, quando começou a ser mantida em um quarto sem eletricidade. Laura teria sido forçada a deixar a escola no início da adolescência, em 1994. Naquele mesmo ano, ela denunciou seu pai à polícia, mas não foi levada a sério.

Segundo as investigações, a garota - que era impedida de deixar a casa da família, em Turim - agora recebe tratamento psicológico.

A imprensa na Itália tem comparado o caso à história do austríacoJoseph Fritzl , condenado na semana passada à prisão perpétua por terestuprado e mantido a própria filha em cativeiro por 24 anos. A polícia italiana também prendeu o irmão de Laura, acusado de cometer crimes semelhantes. Encorajado pelo pai, o homem de 41 anos de idade teria estuprado suas quatro filhas, além da irmã Laura. As crianças também estão recebendo ajuda psicológica. Os dois homens, que trabalham como vendedores ambulantes, recolhendo peças de metal pelas ruas, também são acusados de cometer "atos obscenos" em público, já que alguns dos estupros teriam ocorrido dentro de carros. A promotoria afirma que o caso é incomum porque a maioria dos outros membros da família - o pai de Laura tem oito filhos e duas filhas - defende o acusado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,18
    3,096
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,86
    63.521,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host