UOL Notícias Notícias
 

25/04/2009 - 12h02

OMS alerta que gripe suína tem potencial de virar pandemia

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou que a nova variedade do vírus da gripe suína identificada no México é grave e tem o potencial de virar uma pandemia.

A secretária da OMS, Margaret Chan, fez um apelo para que os governos ao redor do mundo fiquem em alerta.

"Trata-se de uma situação séria que deve ser observada atentamente", disse Chan, que interrompeu uma viagem a Washington para se reunir com um comitê especial em Genebra.

Depois do encontro de emergência na sede da Organização, a secretária disse ainda que o vírus da doença permanece imprevisível.

Apesar disso, a agência não emitiu um alerta contra viagens ao México. De acordo com as últimas informações oficiais, foram registrados ao menos 1.004 casos da gripe suína, com 68 vítimas fatais.

Vírus

O comitê da OMS permanece reunido e deve avaliar se será necessário declarar a epidemia como um caso de emergência de saúde pública. Além disso, o comitê deve ainda decidir se aumentará o nível de alerta global de pandemia.

A OMS afirmou ainda que desconhece o risco total da doença. A correspondente da BBC em Genebra, Imogen Foulkes, disse que o tipo do vírus da gripe suína que afetou o México é novo e, por isso, ainda pouco estudado.

A agência aconselha todos os países para que observem o aparecimento de sintomas pouco comuns de pneumonia e gripe entre as populações, principalmente entre adultos mais jovens e saudáveis, que são os mais afetados no México.

Controle

O Ministério da Saúde do México, José Córdova, anunciou uma campanha de vacinação em massa para deter o avanço da nova variedade de gripe suína.

Além disso, escolas e universidades na região da capital do país, Cidade do México, foram fechadas para evitar mais contaminação.

O ministro da Saúde mexicano fez um pronunciamento em rede nacional pedindo à população que evite a contaminação pela doença e recomendou que as pessoas evitem lugares lotados e algumas formas de contato físico.

A população está usando máscaras cirúrgicas numa tentativa de evitar a contaminação.

Também foram registrados oito casos não fatais doença no sul dos Estados Unidos, nos Estados da Califórnia e do Texas, mas ainda não foi confirmada a ligação entre as ocorrências mexicanas e americanas.

O governo americano disse que a Casa Branca está monitorando os eventos no país vizinho e especialistas nos Estados Unidos afirmam que estão tratando o vírus de maneira séria.

Mutação

A gripe suína é diagnosticada apenas em porcos ou em pessoas que têm contato regular com estes animais.

Córdova afirmou que a nova variante da gripe suína parece ter sofrido uma mutação nos porcos e foi transmitida para humanos.

Fadela Chaib, porta-voz da OMS, confirmou que a organização notou uma "atividade incomum de gripe" a partir do final do mês de março.

De acordo com Chaib foram registradas 57 mortes na Cidade do México e todas essas vítimas tinham os sintomas da gripe. Outras três mortes foram registradas na cidade de San Luis Potosí, na região central do México. A porta-voz da OMS acrescentou que existem outros 800 casos suspeitos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,68
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,71
    64.308,39
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host