UOL Notícias Notícias
 

30/04/2009 - 15h59

Brasileiros apresentam queixas contra polícia de Londres

Duas queixas de brasileiros envolvendo suposta violência da polícia britânica foram divulgadas nesta sexta-feira em Londres.

Em um dos casos, ocorrido na madrugada do dia 18 de abril, quatro jovens e uma adolescente - músicos evangélicos - voltavam de um culto quando teriam sido confundidos com traficantes de drogas.

O carro em que estavam teria sido fechado por uma viatura policial.

"Fomos tirados do veículo, bruscamente jogados no chão. Eles (os policiais) colocaram os pés e armas na nossa cabeça, começaram a chutar e não sabíamos o motivo", contou o mecânico Thiago Antonio Murador, de 26 anos.

Murador disse também ter levado um chute que, segundo ele, resultou em uma fratura na costela, além de ter sido vítima de uma arma de choque.

Lesão no ombro O outro caso é do marceneiro brasileiro Mauro Bicalho, de 44 anos.

Depois de uma discussão com um vizinho, ele foi preso, no dia 1º de dezembro de 2009.

Na hora de ser algemado, seu braço teria sido torcido com tamanha força que ele sofreu uma lesão no ombro.

Quase seis meses depois, ele diz que ainda não pode trabalhar e se prepara para uma cirurgia.

"Não consigo carregar um martelo. Eu trabalhava com meu pai desde os 14 anos no Brasil como carpinteiro e hoje não posso trabalhar mais", disse.

Os brasileiros fizeram reclamações junto à Comissão Independente de Queixas contra a Polícia (IPCC, na sigla em inglês).

A IPCC é o mesmo órgão que investigou as circunstâncias da morte do eletricista brasileiro Jean Charles de Menezes, morto depois de ter sido confundido com um terrorista, em 2005.

Procurada pela BBC Brasil, a polícia de Londres disse que ainda não tinha comentários a fazer sobre o caso.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h40

    -0,68
    3,115
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h49

    -0,64
    75.491,12
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host