UOL Notícias Notícias
 

29/05/2009 - 08h43

Padre de Miami flagrado com mulher muda de religião para se casar

O padre mais popular da comunidade hispânica dos Estados Unidos, Alberto Cutié, anunciou na quinta-feira que está se desligando da Igreja Católica e passará a integrar a Igreja Episcopal para que possa se casar com a mulher com a qual vinha mantendo um relacionamento de dois anos.

Ao anunciar sua conversão, o padre Alberto, famoso por suas colunas nos jornais e por estrelar em programas de rádio e televisão, pediu que respeitem sua privacidade.

O caso do padre com a guatemalteca de 35 anos Ruhama Canellis veio à tona depois da publicação de fotos em que o casal aparece em uma praia trocando gestos carinhosos.

O escândalo ganhou um novo capítulo esta semana depois que novas fotografias mostraram o casal num dia em que o sacerdote disse estar em um retiro espiritual.

Polêmica sobre celibato A publicação das fotos gerou um debate na cidade de Miami sobre o celibato na Igreja Católica.

Em uma coletiva de imprensa ao lado da parceira, o padre leu um comunicado que explica sua decisão.

"Hoje, diante desta comunidade que tive o prazer de servir e a qual amo com todo o meu coração, anuncio que desejo seguir proclamando o amor de Deus e vivendo o convite que Deus me fez para ser sacerdote", disse Cutié.

"Decidi unir-me a uma nova família espiritual dentro do grande guarda-chuva do cristianismo, mas nunca abandonarei meu serviço a Deus".

Após ler sua declaração, o padre apresentou Canellis oficialmente, a quem disse "amar há dois anos". O arcebispo católico de Miami, John Favalora, disse sentir-se sinceramente decepcionado com o anúncio de Cutié.

"De acordo com o nosso direito canônico, o padre se separa da Igreja Católica ao professar fé e moral errôneas e a recusar a submissão ao Santo Padre", disse o arcebispo em uma declaração postada no site da arquidiocese na internet.

A Igreja Episcopal americana, que é presidida por uma mulher, foi fundada em 1789 pouco depois da proclamação de independência do país. No início chegou a ser parte da Igreja Anglicana fazendo com que o clero tivesse que aceitar a supremacia do rei britânico. Hoje em dia, a Igreja Episcopal é um ramo da Igreja Anglicana, com mais de 70 milhões de adeptos em todo o mundo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h39

    0,78
    3,282
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h44

    -1,76
    61.534,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host