UOL Notícias Notícias
 

07/08/2009 - 15h10

Poloneses são suspeitos de criar cães para vender a banha

Um casal foi preso na Polônia sob suspeita de crueldade com animais por supostamente criar cães para comercializar sua banha, segundo o jornal britânico Daily Telegraph A polícia deteve o casal após denúncia feita por uma entidade de defesa de animais. Na fazenda, localizada em uma vila próxima à cidade de Czestochowa, no sul da Polônia, os policiais encontraram restos de carne canina apodrecida e mais de 20 cães, a maioria deles da raça São Bernando, mantidos em jaulas. Alguns deles estavam tão obesos que não conseguiam se levantar. Tradição No quarto ao lado, os policiais encontraram um machado, panos ensanguentados, máquinas e o que eles descreveram como "uma geladeira sórdida", contendo dezenas de garrafa de banha. Testes devem confirmar se a banha encontrada era mesmo canina. Ativistas de defesa dos animais dizem que algumas pessoas na Polônia ainda acreditam na antiga crença de que banha de cães traria benefícios para a saúde. "Sabemos de locais na Polônia onde os cães são mortos como parte de uma tradição que vem de várias gerações" disse Renata Mizera, chefe da ONG americana Foundation For Animals, ao Telegraph "Gordura de cachorro é considerada boa para doenças pulmonares, entre outras. Também é um bom negócio, uma garrafa de meio litro custa cerca de 30 libras(o equivalente a cerca de R$ 130)."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host