UOL Notícias Notícias
 

10/08/2009 - 17h45

Pesquisa revela que 73% dos britânicos não têm energia para o sexo

Uma pesquisa feita na Grã-Bretanha revelou que 73% dos habitantes do país dizem não ter energia para uma noite de sexo com o parceiro ou parceira.

Dois mil adultos de várias cidades britânicas foram entrevistados no levantamento, feito pela rede de serviços médicos e spa Nutfield Health, uma entidade sem fins lucrativos.

Dos 73% que se disseram sem energia para sexo, 58% disseram que o problema se deve à falta de condicionamento físico.

A pesquisa também mostrou outros sinais de que as tentativas do governo britânico de melhorar a saúde e o condicionamento físico da população estão fracassando.

O estudo verificou, por exemplo, que cerca de um terço (36%) dos ouvidos não correria para pegar um ônibus.

Mais da metade (59%) tomaria um elevador em vez de subir dois andares de escada e, se o controle remoto estivesse quebrado, 15% prefeririam assistir a um programa de TV de que não gostam a levantar e trocar de canal.

Cidades "preguiçosas"
A pesquisa estabeleceu um ranking das cidades mais "preguiçosas" da Grã-Bretanha. A campeã da preguiça é Glasgow (onde 75% admitiram não fazer exercícios suficientes), seguida de perto por Birmingham. Londres foi a quarta mais preguiçosa.

Apesar da preocupação crescente com altos índices de obesidade entre crianças, dois terços (64%) dos adultos com filhos admitiram estar sempre "muito cansados" para brincar com as crianças.

O levantamento conclui que "não é de se admirar" que uma em seis crianças seja classificada como obesa antes de começar a escola.

Apesar da fama de amantes dos cachorros, o estudo revelou ainda que a metade dos britânicos entrevistados (52%) não tem energia para levar o cachorro para passear.

O estudo oferece, no entanto, alguma esperança de mudança, já que quase um terço (28%) dos participantes disse que estaria disposto a melhorar seu condicionamento físico se achasse que isso os tornaria mais atraentes para o parceiro ou parceira.

"As pessoas precisam ficar mais saudáveis, não apenas para seu próprio bem estar, mas também para o de suas famílias, amigos e até seus bichos de estimação", disse a diretora da Nutfield Health, Sarah Dauncey.

"Comida pronta, controles remotos e até compras pela internet estão contribuindo para uma Grã-Bretanha preguiçosa e ociosa. A nação caiu em um ciclo vicioso de preguiça que precisamos interromper."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,01
    3,285
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,56
    62.017,97
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host