UOL Notícias Notícias
 

17/09/2009 - 15h17

Bon Jovi apoia críticas a videogame com Kurt Cobain

O roqueiro Jon Bon Jovi entrou na polêmica sobre o uso da imagem do líder do Nirvana, Kurt Cobain, no jogo Guitar Hero 5, ao dizer à BBC que entende porque os outros integrantes da banda reclamaram do uso da imagem do vocalista morto em 1994 no videogame.

Na semana passada, o baixista Krist Novoselic e o ex-baterista do Nirvana e atual líder do Foo Fighters, Dave Grohl, afirmaram ter ficado "muito decepcionados" com a possibilidade de se desbloquear o personagem de Cobain no videogame para tocar canções de outras bandas no jogo.

"Também não sei se eu iria gostar disso", afirmou Jon Bon Jovi.

"Ouvir a voz de outra pessoa saindo de uma versão animada de mim mesmo? Não sei. Acho meio forçado", disse o cantor.

O jogo estreou em primeiro lugar na lista dos mais vendidos no último fim de semana na Grã-Bretanha, derrotando nada menos que o aguardado The Beatles: Rock Band.

A imagem do líder do Nirvana pode ser usada para jogar - ou seja, interpretar - canções de vários outros artistas, entre eles, o próprio Bon Jovi, que comparece com You Give Love a Bad Name.

Em uma nota conjunta, divulgada na semana passada, Grohl e Novoselic afirmaram que "não sabiam" que a imagem de Cobain seria usada dessa forma.

"Estamos consternados e muito decepcionados com a forma com que o fac-símile de Kurt está sendo usado no jogo Guitar Hero." A dupla também fez um apelo para que a produtora do jogo, a Activision, "faça a coisa certa e 'bloqueie' o personagem de Kurt" para que ele não seja usado para interpretar canções de outros artistas.

"Quebra de contrato" A empresa, no entanto, afirmou que a permissão para o uso da imagem de Cobain foi dada pelo espólio do cantor.

A viúva de Cobain, Courtney Love, teria assinado um documento no qual autoriza o uso de uma figura semelhante ao falecido marido para ser usada como um personagem totalmente "jogável" na quinta versão do jogo.

Em mensagem no site Twitter, no entanto, Love afirmou "nunca ter assinado" um contrato sobre o jogo e ameaçou processar a Activision.

"Só para constar... Isso é quebra de contrato, numa ação prepotente, e vai haver uma ação adequada contra isso e pedindo retratação", escreveu a viúva.

Jon Bon Jovi, que está promovendo o 11º álbum de estúdio de sua banda, The Circle, afirmou ter recusado uma oferta para aparecer como personagem "jogável" no Guitar Hero.

"Me mandaram os documentos, queriam que eu estivesse no jogo, mas eu passei", afirmou Bon Jovi.

"Mas ninguém sequer tocou no assunto de que eu poderia estar cantando coisas dos outros. Não sei como eu teria reagido a isso. Também não sei se iria querer isso."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host