UOL Notícias Notícias
 

08/10/2009 - 16h26

Sapatos de Imelda Marcos escapa de enchente nas Filipinas

Uma parte da famosa coleção de sapatos da ex-primeira dama das Filipinas Imelda Marcos conseguiu resistir às recentes enchentes que atingiram o país nas últimas semanas, matando centenas de pessoas.

Segundo o jornal Philippine Daily Inquirer, funcionários do Museu de Sapatos da cidade de Marikina recolheram 200 pares que estavam em exibição momentos antes de a água invadir o andar térreo do prédio.

Marikina, no leste da capital Manila, foi uma das áreas mais atingidas pela tempestade tropical Ketsana, que passou pela área no final de setembro. Além de matar 300 pessoas, a tempestade deixou milhares de outras sem casa.

A coleção de sapatos de Imelda, com um total de 1.220 pares, é vista como um símbolo do gosto para o luxo da ex-primeira-dama e seu marido, o ex-presidente Ferdinand Marcos.

No segundo andar Com autorização da própria Imelda, 200 de seus sapatos passaram a ficar sob os cuidados do governo de Marikina, que concordou colocá-los em exposição no museu de dois andares.

Durante a inundação, um guarda conseguiu transferir a maior parte dos sapatos para o segundo andar, disse a prefeita, Marides Fernando.

"Nós vamos conferi-los logo, mas nossa prioridade no momento ainda é ajudar as famílias (afetadas pelas enchentes)." Imelda e Ferdinand Marcos foram para os Estados Unidos em 1986 depois de uma série de protestos nas ruas das Filipinas.

Os 1.220 pares de sapatos de Imelda foram descobertos nos quartos do palácio presidencial de Malacañang depois da fuga do casal.

Marcos morreu em 1989 e Imelda atualmente vive nas Filipinas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host