UOL Notícias Notícias
 
15/10/2009 - 05h07

Australiano é condenado por afogar filhos no Dia dos Pais

Crime chocou Austrália no Dia dos Pais de 2005 A Justiça da Austrália condenou nesta sexta-feira um homem que afogou seus três filhos lançando o carro dentro de uma represa no Dia dos Pais de 2005.

Nas palavras do juiz que proferiu a sentença, Robert Farquharson cometeu um "ato de vingança impronunciável" e deve passar pelo menos 33 anos na prisão.

A acusação sustentou que Farquharson, 41, agiu motivado por ódio e ressentimento em relação à sua ex-esposa.

Ele voltava de uma visita à ex-mulher no Dia dos Pais de 2005, quando decidiu lançar seu carro dentro de uma represa perto de Geelong, a 120 km de Melbourne.

O homem nadou de volta para a superfície, mas os seus três filhos - Jai, 10, Tyler, 7, e Bailey, 2 - morreram afogados.

Farquharson alegou ter perdido a consciência e se acidentado.

Inicialmente, ele foi condenado à prisão perpétua sem direito a liberdade condicional por assassinato, mas a Justiça australiana decidiu rever o caso após uma apelação.

Segundo o jornal "Sydney Morning Herald", Farquharson é descrito por amigos e familiares como uma "pessoa de bom caráter" que carregará para sempre o rancor de ter cometido um crime dessa natureza.

Ele pode ser solto após 33 anos de cadeia se for considerado apto para tanto.

Falando a jornalistas após a publicação da sentença, a ex-esposa, Cindy Gambino, criticou a decisão da Justiça.

"(A morte dos filhos) é uma pena perpétua para mim. Ele também deveria ser sentenciado a uma pena de prisão perpétua", afirmou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host