UOL Notícias Notícias
 

22/12/2009 - 07h00

Britânica reencontra filha sequestrada por pai líbio

Uma mulher britânica reencontrou a filha dois anos depois que a criança foi sequestrada pelo pai e levada para a Líbia. Sarah Taylor deixou o emprego, vendeu a casa na Grã-Bretanha e mudou-se para a Líbia para procurar Nadia Fawzi, de seis anos. "Eu estou radiante em reencontrar Nadia depois de dois anos", disse ela. "Estou feliz de vê-la com saúde mas, naturalmente, ela está desorientada com esta repentina mudança em sua rotina." Fawzi Abu Arghub sequestrou a filha, Nadia, depois de fingir que iria levá-la para uma festa. Ele embarcou com a criança em um avião e seguiu para o seu país de origem. Os tribunais líbios deram a Sarah Taylor a custódia da criança, mas Abu Arghub se recusou a revelar seu paradeiro. O encontro foi na capital líbia, Tripoli. Ainda não foram divulgados os detalhes da reunião, mas acredita-se que ela tenha sido resultado de anos de diplomacia de bastidores. Segundo a agência de notícias Press Association, o primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Gordon Brown, pediu ao líder líbio Muamar Khadafi, em julho, que ajudasse a resolver o caso. Nadia não fala bem o inglês e os avós, Dave e Dot Taylor, reconheceram que pode haver dificuldade nos primeiros contatos com a neta mas ressaltaram que poderão "lidar com isso". "Nós vamos passar os próximos dias apenas nos conhecendo novamente", afirmou Dot Taylor. A mãe de Nadia agradeceu o apoio da polícia britânica, do deputado de sua área, Grande Manchester, no norte da Inglaterra, do primeiro-ministro britânico e do líder líbio. "Acima de tudo eu quero agradecer ao Coronel Khadafi, que foi bondoso em me receber e ouvir a minha estória e que fez tanto para tornar (o reencontro com Nadia) hoje possível."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,22
    3,175
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host