UOL Notícias Notícias
 

28/12/2009 - 09h05

Governador indiano de 86 anos renuncia após vídeo de orgia com jovens

O governador de 86 anos de um Estado do sul da Índia foi obrigado a renunciar no fim de semana após a divulgação de um vídeo no qual apareceria supostamente na cama mantendo relações sexuais com três mulheres jovens.

Narayan Dutt Tiwari, governador de Andhra Pradesh e membro da direção do majoritário Partido do Congresso, negou que fosse ele o homem que aparece no vídeo, mas foi pressionado a renunciar pelo partido.

O vídeo de três minutos e meio, divulgado por uma TV local na última semana, mostraria o governador, cuja mulher morreu em 1993, na cama de sua residência oficial sendo beijado e acariciado por jovens semi-nuas.
  • Divulgação

    Governador apareceria supostamente na cama mantendo relações sexuais com três mulheres jovens



Apesar de uma ordem judicial que impediu o canal ABN Andhra Jyoti News de transmitir o vídeo na íntegra, ele também apareceu na internet e se tornou um dos clipes mais populares do YouTube na Índia.

Segundo a TV, o vídeo teria sido gravado e divulgado como resposta por uma mulher que alega que o governador não teria cumprido um acordo para conceder a ela um contrato para concessão de mineração em troca de arranjar encontros de Tiwari com mulheres.

Ação de paternidade
O escândalo é o segundo envolvendo o político em menos de um mês. Em novembro, a Justiça negou uma ação de paternidade movida contra ele por um homem que alegava ser fruto de uma relação extraconjugal de Tiwari com uma ativista do Partido do Congresso.

A divulgação do vídeo na última semana levou grupos de oposição e associações de defesa dos direitos das mulheres a promover protestos pedindo a renúncia do governador. A presidente da Índia, Pratibha Patil, cancelou no domingo uma viagem que faria à capital de Andhra Pradesh, Hyderabad, onde passaria o fim do ano.

O gabinete de Tiwari inicialmente divulgou um comunicado no qual negou que fosse o governador o homem nas imagens. "Não há absolutamente nenhuma verdade na suposta notícia, que não é nada mais que sensacionalismo de mau gosto. O governador tem 86 anos de idade e está no fim de sua vida", diz o comunicado.

Apesar disso, o escândalo levou os líderes do Partido do Congresso, que dirige o país, a realizarem uma reunião de emergência na qual decidiram que o governador deveria renunciar.

"Acho que ele tomou a decisão apropriada, levando em consideração os altos padrões da vida pública. Nós saudamos a decisão", declarou, após a renúncia, o chefe do departamento de imprensa do Partido do Congresso, Janardhan Dwivedi.

Os governadores indianos não têm poderes executivos e atuam apenas como representantes do presidente nos Estados, mas ainda assim exercem influência considerável sobre as discussões políticas locais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host