UOL Notícias Notícias
 
03/01/2010 - 22h29

Índia dá aposentadoria a 'eunucos'

A prefeitura da capital da Índia, Nova Déli, começou recentemente a pagar aposentadoria para os "hijras" - um grupo de eunucos, hermafroditas e transsexuais que canta e dança em cerimônias tradicionais e também está envolvido em prostituição e mendicância.

A administração do prefeito P.R. Sawhney decidiu pagar a eles mil rúpias por mês, o equivalente a menos de US$ 1 por dia.

"As condições dos hijras são deploráveis", afirmou o prefeito.

Só na capital, estima-se que existam cerca de 250 mil hijras, que não são considerados homens nem mulheres. São vistos como um terceiro sexo.

A nova aposentadoria equivale a menos de US$ 1 por dia
"Vira-latas levam uma vida melhor que a nossa", afirmou um hijra à BBC.

Na velhice, a situação piora, já que há poucas oportunidades de apresentar os tradicionais cantos e danças, e a prostituição deixa de ser uma opção.

Os hijras não são contemplados por qualquer benefício distribuído pelo governo central da Índia.

Até o momento, a aposentadoria da capital era paga apenas a idosos, deficientes e viúvas.

A esperança é que o valor pago pela prefeitura de Nova Déli, embora considerado baixo, possa reduzir as dificuldades financeiras desta sofrida parcela da população indiana.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,32
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,56
    63.760,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host