UOL Notícias Notícias
 

20/01/2010 - 07h36

Síndrome faz britânica sofrer 50 paradas cardíacas em um ano

Uma síndrome fez uma comissária de bordo britânica sofrer 50 paradas cardíacas em um ano.

Amanda Herbert, de 32 anos, que vive em Brynteg, no País de Gales, foi diagnosticada com bradicardia depois de sofrer vários episódios de desmaio repentino, inclusive no banho e ao volante.

A síndrome é caracterizada pela queda dos batimentos cardíacos para menos de 60 por minuto, durante o estado de repouso.

Por vários meses, Herbert foi submetida a exames para determinar a causa dos ataques, mas apenas quando ela passou uma semana com um monitor constante e sofreu sete paradas cardíacas é que recebeu o diagnóstico.

"Quando o médico me mostrou o gráfico, aparecia uma linha reta cada vez que havia um ataque. Uma das vezes, meu coração parou por 14 segundos", contou ela ao jornal Daily Post, do País de Gales.

"Tomei um susto, porque sei que isso me aconteceu 50 vezes. Morri 50 vezes", afirmou.

Marcapasso
Para contornar o problema, os cardiologistas decidiram colocar um marcapasso em Herbert.

A cirurgia ocorreu em fevereiro de 2008, e desde então ela pode retomar sua carreira como comissária de bordo.

Segundo Herbert, o único problema é ter de responder a perguntas sobre o marcapasso, já que ele é visível em seu peito.

"Foi difícil me acostumar à ideia, principalmente por ser tão jovem e já ter um marcapasso enorme aparecendo. Não uso mais as blusas que eu usava, porque as pessoas ficam me encarando", contou. "Mas acho que ajuda falar sobre o assunto e informar as pessoas sobre essa doença."
O caso de Herbert chamou a atenção da British Heart Foundation e ela foi escolhida para estrelar uma nova campanha de televisão para ajudar a alertar a população sobre a bradicardia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host