UOL Notícias Notícias
 

29/01/2010 - 10h06

Dentista trata cárie de hipopótamo sem anestesia

Um hipopótamo de quase três toneladas foi submetido a um tratamento dentário sem uso de anestesia na última quarta-feira no zoológico Santa Fé, em Medellín, na Colômbia.

Segundo o jornal El Colombiano, o dentista Iván Bano acredita que um procedimento como esse nunca tenha sido realizado em um hipopótamo que não estivesse sedado.

O hipopótamo chamado Orion danificou um dos dentes incisivos do maxilar inferior em outubro do ano passado, ao morder uma coluna de metal. A lesão não era grave, mas apresentava riscos de inflamação e infecção a longo prazo, podendo até vir a causar a morte do animal.

O tratamento era necessário, mas hipopótamos sofrem o risco de morrer asfixiados quando tomam anestesia.

A solução encontrada pela equipe de veterinários do zoológico foi treinar Orion para manter a boca aberta por períodos prolongados, permitindo que alguém tocasse em seus dentes.

O procedimento foi concluído em algumas etapas, de cerca de 10 minutos de duração cada.

O treinamento de Orion foi feito por seu tratador, Jorge Aguirre, que passou três meses ensinando o hipopótamo.

Aguirre também foi o responsável pela operação no dente, cumprindo as ordens de Iván Bano. A lesão foi fechada com uma pasta de hidróxido de cálcio, segundo a mídia colombiana.

Os especialistas acreditam que isso só foi possível porque Orion, de 9 anos, nasceu em cativeiro. O animal é filho de um hipopótamo fêmea que vivia no rancho do traficante Pablo Escobar - que mantinha um zoológico particular em casa.

Em seu habitat natural, o hipopótamo é considerado um dos animais mais perigosos do mundo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h29

    0,36
    3,291
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h36

    -0,43
    62.985,35
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host