UOL Notícias Notícias
 

12/03/2010 - 18h40

Sarkozy repreende repórter por pergunta sobre casamento com Bruni

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, repreendeu nesta sexta-feira um repórter francês que perguntou sobre rumores de infidelidade tanto de sua parte como de sua esposa, a ex-top model e cantora Carla Bruni.

"Você deve ignorar o que é a agenda de um presidente da República, mas eu não tenho nem um segundo a perder com essas fantasias, nem mesmo meio segundo", disse ele durante uma coletiva ao lado do primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, em Londres.

"Me pergunto por que você desperdiça a sua oportunidade de falar fazendo uma pergunta destas", completou.

Esta foi a primeira vez que Sarkozy comentou o assunto, que surgiu na internet e vem tendo grande destaque principalmente na imprensa britânica.

Imprensa francesa Já a imprensa francesa, sobretudo os principais jornais do país, não deu uma linha sobre o assunto, com exceção do blog do Journal du Dimanche, cujos comentários sobre o tema já foram tirados do ar.

Até mesmo as declarações de Sarkozy feitas nesta sexta-feira ganharam um texto de apenas cinco linhas nos sites de alguns jornais franceses, que não deram detalhes em relação ao conteúdo das supostas relações extraconjugais.

Segundo os rumores divulgados no blog do Journal du Dimanche e no site Twitter, Carla Bruni teria um relacionamento amoroso com um cantor.

Eles teriam supostamente viajado à Tailândia, e Sarkozy teria ido ao país para buscar a esposa.

Ainda segundo os rumores, Sarkozy teria uma relação com uma integrante do seu gabinete de governo.

Nenhuma dessas informações foi atribuída a fontes cujos nomes foram divulgados e a autenticidade delas não foi comprovada.

Estagiário O jornal suíço La Tribune de Genève publicou um artigo, escrito pelo correspondente em Paris, Jean-Noël Cuénod, afirmando que "rumores sobre casal Sarkozy circulam de boca a boca nas redações parisienses".

Analistas ressaltam, no entanto, que muitas informações falsas já circularam na internet e acabaram ganhando destaque na imprensa mundial, sem que fossem checadas antes.

O site da revista francesa L'Express afirmou que os rumores sobre o casal Sarkozy teriam sido criados por um jornalista estagiário.

Segundo a publicação, ele queria provar que informações divulgadas no Twitter ou em blogs ganham facilmente espaço na imprensa tradicional.

"Mas essa informação da L'Express também não pôde ser verificada", escreveu o correspondente em Paris do jornal britânico The Independent.

De forma geral, a imprensa francesa não comenta eventuais relações extraconjugais dos presidentes e membros do governo, mesmo estando a par do assunto.

A informação sobre a filha ilegítima do ex-presidente François Mitterand, conhecida nas principais redações do país, só foi divulgada após sua morte.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,22
    3,148
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    0,64
    65.099,56
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host