UOL Notícias Notícias
 

15/03/2010 - 11h00

Marco da história da internet, sufixo '.com' faz 25 anos

A internet celebra nesta segunda-feira os 25 anos do registro do primeiro nome de página terminado em ".com".

No dia 15 de março de 1985, a fabricante de computadores Symbolics, de Cambridge, no Estado americano de Massachusetts, entrou para a história com o primeiro endereço de internet com o sufixo pontocom.

Naquele mesmo ano, outras cinco companhias também registraram seus nomes na internet com esta terminação.

"Este aniversário é muito importante, pois o que estamos celebrando aqui é a internet, e o pontocom é um bem, um conhecido símbolo para o resto da internet", afirmou Mark McLaughlin, diretor-executivo da Verisign, a companhia global que confere e administra registros de endereços nos domínios pontocom e pontonet.

"Quem teria pensado, há 25 anos, que a internet chegaria onde chegou hoje. Este realmente é um marco", acrescentou.

Números Apesar de outras cinco companhias terem registrado o domínio pontocom ainda em 1985, foi apenas em 1997, já na explosão da internet, que os registros de domínio ".com" chegaram a um milhão.

Atualmente, 668 mil sites com final pontocom são registrados a cada mês e eles já se transformaram em parte do cotidiano das pessoas, que frequentam estas páginas da web para fazer compras, se conectar com amigos, comprar passagens e agendar viagens, entretenimento, aprender e trocar ideias.

Mas, na maior parte do final da década de 80 e início da década de 90 a maioria das pessoas nem sabia o que significava pontocom.

Acadêmicos e estudiosos do setor concordam que a virada nesta situação foi a introdução do navegador Mosaic, da Netscape, que trouxe o consumidor comum para a web.

"(Endereços) Pontocom nos afetaram de uma forma que nunca poderíamos ter imaginado", afirmou à BBC Robert Atkinson, da Fundação de Informação, Tecnologia e Inovação (ITIF, na sigla em inglês).

"Há dez anos você poderia viver uma vida OK se não estivesse envolvido com um site pontocom diariamente. Você poderia conseguir o que queria." "Mas hoje nós vemos como os (endereços) pontocom enriqueceram nossas vidas, pois, se você não usar um deles você vai ficar bem, mas muito atrás do resto das pessoas", acrescentou.

Um estudo da ITIF afirma que a "média de lucro de companhias que usam a internet aumentou em 2,7%". A pesquisa afirma ainda que os benefícios econômicos proporcionados pela web são iguais a US$ 1,5 trilhão.

E, em 2020, a internet deve adicionar US$ 3,8 trilhões à economia global, ultrapassando o Produto Interno Bruto da Alemanha.

Crescimento Estima-se que 1,7 bilhão de pessoas, um quarto da população mundial, usam a internet atualmente.

Mark McLaughlin, da Verisign, afirma que nos próximos 25 anos este número ainda vai crescer.

"Acredito que a forma com que acessamos a informação hoje, a maioria ainda por PCs e notebooks, deve mudar; a voz será mais importante que o texto." "Acredito que todo o modo com que acessamos, procuramos, encontramos e conseguimos informação será radicalmente diferente", afirmou.

Atualmente a Verisign registra por dia 53 bilhões de pedidos para websites - não apenas com o final pontocom - e este é o mesmo número registrado apenas no ano de 1995.

"Esperamos que este número aumente e fique entre três e quatro quatrilhões em 2020", disse McLaughlin à BBC.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host