UOL Notícias Notícias
 

22/03/2010 - 14h51

Lula diz que estrangeiros devem visitar favelas para atestar 'investimentos'

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu aos participantes da quinta edição do Fórum Urbano Mundial - evento das Nações Unidas que começa nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro - que "não deixem" de visitar as favelas da cidade para verem "de perto" os investimentos do Estado.

"Qualquer um de vocês pode ver o que está acontecendo nas favelas do Rio de Janeiro. Em qualquer cidade desse país vocês vão ver investimento em saneamento e habitação como nunca na história desse país", disse o presidente.

Durante o discurso de abertura do evento, Lula sugeriu que os organizadores "montassem uma estrutura" com carros e ônibus para que o público visitante, formado em sua maioria por estrangeiros, possa conhecer as favelas da cidade.

O presidente, porém, pediu cautela aos visitantes. "Não se embrenhem por lugares que vocês não conhecem. Transitem por lugares normais que nada vai acontecer", disse Lula, referindo-se à violência na capital fluminense.

"Essa cidade tem um povo extraordinário, possivelmente o mais alegre e o mais cortês do país", disse Lula, que estava acompanhado por diversas autoridades, entre elas o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, e a ministra da Casa Civil, Dilma Roussef.

Ainda de acordo com o presidente Lula, um dos papéis do administrador público no século 21 é o de "fazer uma reparação" do trabalho que vinha sendo realizado até então.

"Esses desmandos do século 20 permitiram que as cidades se transformassem em grandes favelas", disse Lula.

Favelas Criado em 2002, o Fórum Urbano Mundial ocorre pela primeira vez na América Latina. Segundo os organizadores, cerca de 15 mil pessoas são esperadas para o evento.

Durante seu discurso, a diretora-executiva da ONU para Assentamentos Urbanos, Anna Tibaijuka, disse que 24% dos latino-americanos vivem em situação precária.

Ela citou dados de um levantamento das Nações Unidas, divulgado na sexta-feira, que detalha a ocupação urbana em diversas cidades do mundo.

Segundo o documento, 227 milhões de pessoas em todo o mundo deixaram as favelas nos últimos dez anos. No mesmo período, no Brasil, houve uma redução de 16% no número de pessoas que vivem nesses locais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h39

    -0,58
    3,163
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h44

    -0,07
    69.958,83
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host