UOL Notícias Notícias
 
24/03/2010 - 23h43

Primeira-dama da Guatemala se divorcia para poder concorrer à presidência

Sandra Torres disse que deixava o marido para se casar com o povo A primeira-dama da Guatemala, Sandra Torres de Colom, anunciou nesta quinta-feira que está se divorciando do presidente Álvaro Colom, para que assim ela possa se candidatar à presidência.

Segundo a legislação do país, os familiares de um presidente são proibidos de sucedê-lo no cargo.

"Estou deixando o meu marido para me casar com o meu povo", disse a primeira-dama durante uma entrevista coletiva.

O principal candidato da oposição, o ex-general Otto Perez Molina, afirmou que o divórcio do casal é uma fraude eleitoral.

Papel importante Sandra Torres havia anunciado sua candidatura no início do mês. A votação ocorre em setembro. Ela disse que a decisão de se divorciar foi "extremamente difícil".

"Não serei a primeira ou a última mulher que decide se separar. Mas sou a primeira mulher a se divorciar por seu país." O casal está junto há oito anos.

A primeira-dama vem exercendo um papel importante no governo do marido, especialmente na supervisão de programas de combate à pobreza.

Críticos afirmar que, nos bastidores, ela tem ainda mais poder sobre o presidente.

Ainda não está claro se o veto constitucional relativo a familiares de presidente também inclui ex-esposas. A decisão final será tomada pela Corte Constitucional.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h40

    -0,68
    3,151
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h45

    0,42
    68.644,44
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host