UOL Notícias Notícias
 
24/03/2010 - 15h33

Crianças encenam ataque suicida em vídeo no YouTube

Um vídeo amador postado no site YouTube, que mostra crianças encenando um ataque suicida, gerou críticas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e de entidades de defesa da criança no Paquistão.

Ainda não se sabe a origem do vídeo, mas ele parece ter sido filmado no Afeganistão ou no Paquistão. Algumas das crianças parecem ter apenas três ou quatro anos.

A música de fundo é uma das canções preferidas do Talebã.

No vídeo, o menino se despede das crianças e se aproxima de seu "alvo", enquanto outros meninos aparentemente fingem ser membros das forças de segurança.

A areia é jogada para o alto para simular a explosão, as "vítimas" e o "suicida" fingem estar mortos.

Ainda não se sabe quem estava orientando as crianças durante a representação.

Ainda não se sabe quem coordenou a encenação das crianças Para Abdullah Khoso, ativista defensor dos direitos das crianças no Paquistão, o objetivo do vídeo é sério.

"Esta mensagem é clara", disse ele. "No vídeo, os suicidas são mostrados como heróis. Outras pessoas e outras crianças podem vê-los como heróis e fazer o mesmo." Para Khoso, o vídeo é uma ferramenta "para recrutar crianças militantes, que podem se tornar suicidas em grupos de militantes".

O recrutamento de crianças por militantes é um problema real na região. Os militantes buscam "mártires" jovens, pois seria mais fácil manipulá-los e eles são difíceis de ser detectados por forças de segurança.

Especialistas afirmam que oito entre dez ataques suicidas no Paquistão são feitos por adolescentes.

A polícia acredita que o ataque contra um templo em Karachi, no sul do Paquistão, em outubro de 2010, foi perpetrado por um garoto de 14 anos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h39

    -0,23
    3,149
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    0,41
    65.277,38
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host