UOL Notícias Notícias
 

28/04/2010 - 14h46

Pais de Madeleine dizem que polícia desistiu de procurar a menina

  • Foto de arquivo mostra a menina Madeleine McCann em 2007

    Foto de arquivo mostra a menina Madeleine McCann em 2007

Os pais da menina britânica Madeleine McCann, que desapareceu em Portugal há quase três anos, afirmam que as autoridades da Grã-Bretanha "desistiram" da busca pela criança.

Em uma entrevista à emissora de televisão britânica ITV, às vésperas do terceiro aniversário do desaparecimento, Kate e Gerry McCann disserem que querem que o governo revise o caso todo, pois os arquivos referentes ao desaparecimento de Madeleine não estão reunidos em um único lugar e - na avaliação deles - isso impede uma análise detalhada de todas as informações.

Gerry McCann afirmou que é errado ele e a mulher terem de liderar os esforços para encontrar a própria filha.

"Não é certo que uma criança britânica, inocente e vulnerável, seja abandonada", disse. "E não acho certo que, como pais, nós tenhamos que impulsionar as buscas. Claro que vamos, mas nem todo mundo tem os mesmos recursos e apoio que temos para fazer isso." O casal contratou investigadores particulares para ajudar nas buscas pela filha.

Madeleine desapareceu quando passava férias com a família na Praia da Luz, em Portugal, há três anos. Na época, ela estava com apenas três anos.

McCann afirmou que é "incrivelmente frustrante" que a polícia em Portugal e na Grã-Bretanha não esteja procurando de forma mais ativa por Madeleine "por um longo tempo".

O casal, que diz ainda acreditar que a filha esteja viva, está divulgando um pacote de material publicitário, que será entregue para pessoas que estejam viajando para o exterior.

Críticas Na época em que a menina desapareceu em Portugal, o casal foi criticado por ter deixado três crianças - Madeleine e seus irmãos Sean e Amelie - sozinhos em uma casa de praia enquanto jantava em um local próximo.

"Se pudéssemos voltar no tempo e mudar o que aconteceu, obviamente não teríamos feito isso", disse Gerry McCann durante a entrevista. "Não podemos. E o que quero dizer é que as pessoas precisam se colocar em nosso lugar. O que você faria se fosse sua filha? Depois disso, o que você faria?" Kate McCann afirmou que não vai desistir das buscas até encontrar Madeleine e acrescentou que pode existir um grupo de pessoas que esteja com o desaparecimento de sua filha na consciência.

"Cada vez que Madeleine é citada ou cada vez que uma imagem é mostrada - novamente, está lá, incomodando suas consciências. A situação deles pode mudar, e eles podem se sentir seguros para se pronunciar (sobre o assunto)."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,38
    3,156
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    0,41
    65.277,38
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host