UOL Notícias Notícias
 

04/05/2010 - 07h29

Unasul se reúne e deve ratificar Néstor Kirchner como secretário-geral

Os presidentes dos países da Unasul (União de Nações Sul- Americanas) se reúnem nesta terça-feira em Los Cardales, na província de Buenos Aires, um dia depois de autoridades diplomáticas anunciarem que o ex-presidente da Argentina Nestor Kirchner é o único candidato a disputar o cargo de secretário-geral do bloco.

"Decidimos propor o nome de Nestor Kirchner como candidato para assumir a secretaria do organismo", disse o ministro das Relações Exteriores do Equador, Ricardo Patiño, após a reunião.

Ele informou ainda que a decisão teria sido "por consenso" dos 12 países que integram o bloco regional.

A eleição promete ser o principal assunto da reunião que contará com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre outros líderes da região.

Até minutos antes das declarações de Patiño, a dúvida era em relação ao voto do Uruguai. Mas o chanceler uruguaio, Luis Almagro, participou do encontro que terminou em "consenso", segundo Patiño.

Segundo diplomatas brasileiros e argentinos, a eleição de Kirchner estará confirmada mesmo se o presidente uruguaio José 'Pepe' Mujica optar pela abstenção.

Disputa Na segunda-feira, assessores de imprensa de Mujica disseram que "não há uma posição tomada ainda. Somente nesta terça haverá o anúncio do voto do Uruguai".

Em 2008, o então presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, (2005-2010) foi contra a eleição de Kirchner e a definição acabou adiada. Na ocasião, Vázquez vetou o nome de Kirchner em meio às disputas entre os dois países em relação à construção de uma fábrica de celulose na fronteira.

Recentemente, o Tribunal de Haia definiu que o Uruguai "errou" ao não informar a Argentina sobre esta construção, mas não determinou a mudança de endereço da fábrica.

Na chegada à Buenos Aires, na comitiva do presidente Lula, o assessor especial da presidência, Marco Aurélio Garcia, disse que Kirchner conhece a região e poderá acelerar os trabalhos das comissões e "manter a Unasul viva".

O mandato do secretário-geral da Unasul é de dois anos. Marido da presidente Cristina Kirchner, o ex-presidente é deputado federal e discute-se se ele deveria se licenciar do cargo legislativo. Especula-se ainda que ele poderia ser candidato à presidente, no ano que vem.

"Ou seja, Kirchner, no caso de licenciado, deixará de ir à Câmara dos Deputados. Mas a dúvida é o que acontece na eleição (presidencial) de 2011", disse um apresentador da rádio Diez, de Buenos Aires.

O líder do governo na Câmara, Agustín Rossi, disse que a cadeira de deputado "não é incompatível" com a de secretário-geral da Unasul.

A reunião extraordinária do bloco, nesta terça, deverá contar com a presença de quase todos os 12 chefes de Estado do grupo, mas os presidentes do Peru, Alan García, e da Colômbia, Álvaro Uribe, informaram que não vão comparecer.

A Unasul foi criada em dezembro de 2004, mas até agora somente quatro países ratificaram a formação do bloco em seus respectivos Congressos.

Além do Brasil, Argentina, Uruguai, Peru e Colômbia, os países que formam a Unasul são, Paraguai, Venezuela, Equador, Suriname e Guiana Francesa (que é território ultramarino francês).

Entre os outros assuntos a serem abordados no encontro, estão a situação no Paraguai, onde o presidente Fernando Lugo declarou estado de exceção em cinco Estados, o tráfico de drogas na região e o apoio à Argentina na disputa pelas ilhas Malvinas (Falklands, para os ingleses).

Além disso, será discutida a relação com Honduras e a continuidade da ajuda ao Haiti e ao Chile, afetados por terremotos, em janeiro e em fevereiro, respectivamente.

No caso de Honduras, Marco Aurélio Garcia destacou que o Brasil mantém sua postura de que o novo governo deve aceitar o retorno de Manuel Zelaya ao país. "Os que organizaram aquilo tudo (na derrubada de Zelaya) não tiveram problemas, mas Zelaya sim. Não pode voltar ao país", afirmou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host