UOL Notícias Notícias
 

23/05/2010 - 09h08

Equipes de resgate buscam caixa-preta de avião na Índia

Equipes de resgate passaram a noite buscando a caixa-preta do avião da Air India Express, que sofreu um acidente neste sábado, quando tentava pousar em Mangalore, no sul da Índia, causando a morte de 158 pessoas.

Este foi o pior acidente aéreo da Índia nos últimos dez anos. Apenas oito pessoas sobreviveram.

Parentes das vítimas já começaram a recolher os corpos e preparar os funerais.

As autoridades já começaram investigar as causas do acidente, com a ajuda de uma equipe forense dos Estados Unidos que chegou ao país.

Ao que tudo indica, o piloto tocou a pista de pouso um pouco mais tarde do que deveria e o avião se chocou contra árvores em uma floresta, em um vale no fim da pista, pegando fogo em seguida.

Muitos dos corpos terão que ser reconhecidos por exames de DNA; os resultados desses testes podem demorar até uma semana.

Todos os passageiros do voo, que vinha de Dubai, eram indianos, em sua maioria trabalhadores migrantes. Muitos deles vinham visitar suas famílias na Índia.

Até agora, 87 corpos já foram identificados, disse uma porta-voz da empresa, e entregues às suas famílias.

Alguns parentes chegaram em um voo especial da Air India Express, de Dubai, e outros dos Estados de Karnataka e Kerala, no sul da Índia.

Um deles, Samir Sheikh, perdeu 16 membros de sua família, que viajavam para a Índia para o enterro de outro parente, informou o jornal Khaleej Times, de Dubai.

Sheikh perdeu a mulher, dois filhos, um tio e outros 12 parentes no acidente de sábado. Todos viajavam para o funeral da avó de Sheikh, que morreu na sexta-feira.

Aterrissagem perigosa Sobreviventes do acidente sugeriram que o avião, um Boeing 737, parece ter se chocado contra alguma coisa quando se preparava para aterrissar no aeroporto de Mangalore, no sábado de manhã, antes de cair no vale e pegar fogo.

As autoridades afirmam que o piloto - que tinha experiência com o aeroporto - não fez nenhum pedido de socorro.

O aeroporto de Mangalore fica no topo de uma montanha, com vales em volta e no fim das duas pistas. Uma delas foi estendida em 2006 para acomodar aviões maiores, como o Boeing 737.

A Air India Express é uma subsidiária da empresa estatal Air India, que vende passagens a baixo custo.

O histórico de segurança aérea na Índia na última década é bom, apesar do recente aumento de empresas privadas e das viagens aéreas no país.

O último grande acidente aéreo na Índia ocorreu na cidade de Patna, em julho de 2000, causando a morte de pelo menos 50 pessoas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host