UOL Notícias Notícias
 

29/05/2010 - 11h24

Secretário britânico se desculpa por usar verba pública para pagar aluguel ao namorado

O secretário do Tesouro britânico, David Laws, desculpou-se publicamente neste sábado após a revelação de que ele recebeu verbas públicas como deputado para pagar aluguel nas casas que dividiu com o namorado, dono dos imóveis.

O caso foi revelado pelo diário The Daily Telegraph, que diz que o total recebido por Laws irregularmente foi de 40 mil libras (cerca de R$ 105 mil).

Os deputados britânicos de fora de Londres podem pedir reembolso pelo aluguel de imóveis na capital para o exercício do mandato. Mas uma norma parlamentar de 2006 proibiu-os de receber reembolsos por gastos com aluguel em propriedades de parceiros.

Laws afirmou que devolverá todo o dinheiro recebido indevidamente. Segundo ele, sua motivação havia sido manter seu relacionamento com o namorado em segredo e não revelar publicamente sua opção sexual.

O secretário do Tesouro, que é filiado ao Partido Liberal Democrata, teria recebido até 950 libras por mês (R$ 2.500) durante oito anos para supostamente pagar pelo aluguel de quartos em duas casas pertencentes ao namorado em Londres, segundo o Daily Telegraph.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, do Partido Conservador, disse concordar com a decisão de Laws de entregar seu caso para a análise de uma comissão parlamentar.

Casal "Em nenhum momento considerei-me em desacordo com as normas que em 2009 definiram parceiros como 'um de um casal, que embora não sejam casados ou em parceria civil, vivam juntos e tratem um ao outro como esposos'", afirmou Laws.

Segundo o secretário, apesar de viver com o namorado desde 2001, eles nunca se trataram como um casal. "Por exemplo, não temos contas bancárias conjuntas e mantemos vidas sociais separadas", afirmou.

Ele disse, porém, que admite que essa questão está aberta à interpretação e que devolverá imediatamente toda a verba recebida para os aluguéis.

Para o repórter político da BBC Norman Smith, o escândalo poderá provocar a Laws a perda do cargo, se sua imagem for considerada inadequada para o trabalho de liderar os esforços para o combate ao déficit público britânico.

Ele havia assumido o cargo no início do mês, após o acordo de coalizão entre os partidos Liberal Democrata e Conservador que levou David Cameron ao cargo de premiê.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,22
    3,175
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host