UOL Notícias Notícias
 

31/05/2010 - 13h18

Kaká sofre falta dura em treino, abraça companheiro e ri para repórteres

Desde que chegou à África do Sul, na semana passada, Kaká ainda não falou com a imprensa, mas o jogador aproveitou o final o treino realizado nesta segunda-feira para mandar um recado aos jornalistas de que não se importa com jogadas mais duras nos treinos.

No último lance do jogo entre titulares e reservas, realizado nesta segunda-feira no colégio Hoerskool Randburg, em Johanesburgo, Kaká sofreu uma dura falta de Daniel Alves, quando corria com a bola dominada em direção ao gol.

Kaká passou alguns segundos no chão, ajeitando a meia e olhando para baixo. Ao se levatar, foi em direção a Daniel Alves que estendeu a mão para pedir desculpas. Kaká abriu os braços e deu um forte abraço em Daniel Alves.

Em seguida, dirigiu-se a Felipe Melo. Os dois se abraçaram e em seguida sorriram e acenaram para os cerca de cem jornalistas que acompanhavam o treino. Em resposta, os jornalistas aplaudiram os jogadores.

Erro italiano Na sexta-feira, a imprensa italiana havia noticiado que Kaká sofrera uma falta de Felipe Melo no treino da seleção em Johanesburgo, e que ao receber um pedido de desculpas, o meia recusou-se a dar a mão ao colega. Nesta segunda-feira, Kaká e Felipe Melo se abraçaram após o coletivo e deixaram o campo juntos.

Antes do treino desta segunda, Felipe Melo negou o incidente durante uma entrevista coletiva e se mostrou irritado com a notícia publicada pela imprensa italiana.

Felipe Melo disse que foi Robinho quem deu uma entrada em Kaká durante o treino, e não ele.

"Eu não entendi o que aconteceu. Aconteceu [algo] com o Robinho e com o Kaká e saiu nos jornais italianos que eu briguei com o Kaká." Felipe disse que o lance não teve grandes consequências e que, logo depois, Kaká "deu uma entradinha" em Robinho também. "É tudo brincadeira, não teve nada de confusão nenhuma." O jogador da Juventus disse que mostrou para Kaká a notícia publicada pela imprensa italiana e que Kaká teria dito a ele: "Pô, sacanagem!".

"Para mim, isso é muito difícil. O Kaká é o grande nome aqui deste grupo. A gente espera muito do Kaká", disse Felipe Melo.

No sábado, a CBF publicou uma nota no seu site dizendo que o episódio nunca aconteceu, dizendo que "Felipe Melo se sente injustamente responsabilizado por um ato que jamais cometeu".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,22
    3,175
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host