UOL Notícias Notícias
 

09/06/2010 - 14h05

Rússia planeja dobrar preço mínimo da vodca até 2012

O governo da Rússia anunciou nesta quarta-feira o plano de ampliar a tributação sobre bebidas alcoólicas, o que pode fazer com que o preço mínimo da vodca dobre nos próximos dois anos.

Em janeiro, o governo russo já havia estabelecido um novo preço mínimo para a garrafa da bebida, mais que dobrando o preço de algumas marcas.

Agora, com o aumento de impostos previsto, a bebida pode dobrar de preço de novo até 2012.

De acordo com o correspondente da BBC em Moscou Richard Galpin, o plano de aumento dos impostos para bebidas alcoólicas fortes é parte de uma campanha ambiciosa do governo russo para diminuir o consumo excessivo de álcool pelos russos.

Produção ilegal Desde a década de 90, a quantidade média de álcool consumida pela população russa dobrou.

De acordo com estatísticas oficiais, pelo menos 2 milhões de pessoas no país podem ser classificadas como alcoólatras, um problema que já uma das principais causas de mortes na Rússia.

E, de acordo com o correspondente da BBC, uma das causas do problema pode ser o fato de a vodca ainda ser muito barata.

Mas nem todos na Rússia concordam com o plano do governo.

Os fabricantes de bebida afirmam que a elevação dos preços poderiam simplesmente levar ao aumento da produção ilegal de bebidas alcoólicas, com consequências desastrosas para todos os que consomem vodca fabricada ilegalmente, muitas vezes venenosa.

Galpin disse também que muitos russos encaram com ceticismo a campanha do governo, devido aos lucros da indústria de bebidas e à dependência de álcool de muitos no país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host