UOL Notícias Notícias
 

13/06/2010 - 19h51

Israel anuncia investigação interna sobre ataque a frota

Israel anunciou neste domingo que pretende realizar uma investigação interna sobre o ataque a uma frota que tentava furar o bloqueio a Gaza.

Israel rejeitou uma proposta da ONU (Organização das Nações Unidas) para um inquérito internacional, mas concordou em incluir dois observadores estrangeiros em sua própria investigação.

Segundo um comunicado do governo, a proposta de uma "comissão pública independente" será votada pelo gabinete nesta segunda-feira.

A comissão investigaria "aspectos relacionados com as ações tomadas pelo Estado de Israel para prevenir embarcações de atingirem a costa de Gaza", segundo o comunicado do primeiro-ministro Binyamin Netanyahu.

Painel O painel de investigação seria liderado pelo ex-juiz da Suprema Corte israelense Yaakov Tirkel.

Os dois observadores estrangeiros seriam o prêmio Nobel da Paz, o irlandês David Trimble, e o promotor militar aposentado canadense Ken Watkin.

Nove ativistas turcos foram mortos quando soldados israelenses invadiram os barcos em águas internacionais no dia 31 de maio.

Os seis barcos, que levavam ativistas e 10 toneladas de ajuda, tentavam furar o bloqueio israelense a Gaza, que já dura três anos.

Os ativistas dizem que os soldados atiraram sem provocação.

Já Israel afirma que suas tropas agiram em legítima defesa quando foram atacadas ao tentarem entrar em um dos barcos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host