UOL Notícias Notícias
 
26/07/2010 - 10h01

Menino que nasceu sem parte das pernas vira estrela jogando futebol

Um menino britânico de 12 anos vem se tornando uma sensação ao participar das equipes de futebol e críquete de sua escola, apesar de ter nascido sem parte das duas pernas.

Callum Truscott nasceu sem as duas pernas abaixo dos joelhos e aprendeu a andar usando próteses.

Apesar disso, ele superou as dificuldades e se tornou uma estrela das equipes de esporte da escola Brannel, na cidade de Saint Austell, na região da Cornualha (oeste da Grã-Bretanha).

Ele joga ao lado de outros atletas que não são portadores de deficiência. No início do mês, Callum marcou os pontos da vitória da equipe de críquete da escola na classificação para as finais da liga regional para menores de 13 anos.

Callum também treina com a equipe de rúgbi, mas é impedido de jogar porque suas próteses de metal são consideradas um risco para os demais atletas.

Recentemente ele também bateu vários de seus colegas em uma prova de natação de longa distância, completando a distância de 1.500 metros em 45 minutos.

Carreira "Eu acho que sou bom nos esportes. Acho que eu mereço meu lugar nos times da escola. Sempre me esforço ao máximo", diz Callum.

Com o sucesso, o menino já planeja uma carreira ligada aos esportes. "Quero ser professor de educação física quando crescer", afirma.

Seu professor de educação física, Milo Bright, diz que o menino nunca perde uma aula.

"O Callum nos ajuda porque quando outros no grupo chegam com um resfriado, ou uma dor na perna, são encorajados a participar da aula da educação física ao vê-lo", afirma.

Segundo ele, apesar de sua deficiência Callum não tem moleza nas aulas. "Ele é tratado como qualquer outro aluno", diz.

O diretor da escola, Ray Bell, diz que os feitos de Callum são "realmente extraordinários".

"Os feitos de Callum mostram o quanto ele está determinado a se manter independente, o que é uma habilidade à qual todos nós almejamos", diz Bell.

"Tenho muito orgulho dele e de nosso departamento de esportes, que o encorajou a participar das equipes. O trabalho duro dos dois lados está dando frutos", afirma.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host