UOL Notícias Notícias
 
14/08/2010 - 17h51

Líbano pede doações para equipar seu Exército

O ministro da Defesa libanês anunciou neste sábado que o país abriu uma conta bancária para receber doações para equipar seu Exército.

Elias Murr disse que ele e seu pai, o ex-titular da pasta Michel Murr, fizeram os depósitos iniciais do fundo, no valor de US$ 670 mil.

O ministro disse esperar que tanto libaneses vivendo no país como no exterior colaborem com a iniciativa.

A medida foi anunciada após congressistas americanos bloquearem a ajuda militar de US$ 100 milhões dada ao Líbano alegando temer que esta poderia ser usada contra Israel.

Choques entre militares libaneses e israelenses na fronteira entre os dois países deixaram quatro mortos no dia 3 de agosto.

Hezbollah
Na semana passada, o presidente Comissão de Relações Internacionais da Câmara dos Representantes, Howard Berman, disse estar usando de seu direito para suspender a ajuda militar ao Líbano, alegando temores de que o grupo Hezbollah teria influência no Exército libanês.

Berman disse também que o choque na fronteira apenas reforçou sua preocupação.

O ministro libanês disse que o país rejeitaria a ajuda americana se "a condição for que o Líbano não proteja seu território, povo ou fronteira".

Desde o incidente na fronteira, Irã e Síria, apoiadores do Hezbollah, reafirmaram seu apoio ao Exército libanês.

Os EUA já forneceram US$ 720 milhões em ajuda militar ao Líbano desde 2006 e o departamento de Estado americano avisou que a colaboração será mantida.

Apesar da ajuda, o Exército do país, com um contingente de 60 mil pessoas, é considerado mal-equipado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host